Carlos Britto para Tofolli e Moraes: “quem investiga, não julga”

O sergipano Carlos Ayres de Britto, ex-presidente do STF, em entrevista na Globo News: “quem investiga, não julga. A imprensa é PLENAMENTE livre!”

Na entrevista, a decisão do presidente do STF, Dias Toffoli, de abrir inquérito contra acusações contra ministros do STF, e discutida.

Para Carlos Britto, sobre a liberdade de imprensa.

“A Constituição não diz ‘é livre’, diz ‘é plena a liberdade de informação jornalística’. Então é um sobredireito. E o pleno é íntegro, é cheio, é compacto, não é pela metade. Então, ou a liberdade de imprensa é completa, cheia, íntegra, ou é um arremedo de liberdade de imprensa. É uma contrafação jurídica”.