Bloqueio do Frigorífico Serrano prejudica feira livre de Campo do Brito, Itabaiana e Macambira.

Há mais de 24h de manifestação dos marchantes que bloqueiam a entrada e saída de mercadoria do Frigorífico Serrano, população do município de Campo do Brito já sentem o reflexo da mobilização.

Em dia de feira livre no município Britense os moradores pode entrar no mercado de carne e não ver nenhum quilo de carne para o comércio local.

“É legítima essa manifestação os marchantes estão corretíssimos tem que ir em busca de seus direitos mesmo, o que não pode é prejudicar toda uma comunidade incluindo criança, idosos etc – apoio a manifestação mas na minha opinião a mesma deveria ser feita em frente ao MP (Ministério Público) que é quem pode fazer alguma coisa.” Comenta uma moradora.

Lembrando que tal manifestação se dá por conta do fechamento do matadouro municipal de Itabaiana, que com o fechamento prejudicou marchantes, e funcionários que ali atrapalhavam.

Segundo informações da vigilância sanitária estadual 20% das cidades do Estado já sofrem desabastecimento.

Caso o bloqueio persista durante o dia de hoje, o percentual de cidades afetadas aumenta para 70%.

Além disso, a empresa alega prejuízos com mais de 200 colaboradores de carteira assinada de braços cruzados paralisados, e veículos com subprodutos derivados do abate impedidos de saírem do local.

“Esse é o reflexo ainda da prisão do ex-prefeito Valmir de Francisquinho, que por desvios no matadouro foi preso e de dentro da cadeia mandou fechar o matadouro, agora Campo do Brito, Itabaiana e diversas outras cidades que pagam, essa manifestação tinha que ser na frente da casa do prefeito afastado e no MP (Ministério Publico). Comenta morador indignado.

Além da feira livre de Campo do Brito, a feira de Itabaiana que será realizada amanhã dia, 16, e a de Macambira do dia, 18, também estão prejudicadas.

“Vemos aí uma classe lutando pelos seus direitos que é louvável; Mas será que tem alguém lembrando dos direitos de quem trabalha no Frigorífico? Pois todos que trabalham lá são País e Mães de família e também merecem respeito, quem deve dizer o que fecha e o que abre é a justiça, e não meia dúzia de pessoas.” Comentou a morado Joselita.

Segundo informações publicadas, a comercialização de carne em feira livre será proibida já no mês de Março.

Com o fechamento dos matadores e agora do Frigorífico que abastecia as feiras livres da região, a venda de carne bovina que estiver sendo feita, fica com sua qualidade duvidosa. Onde está sendo matado o boi ? Como está sendo tratado?

São perguntas que os comerciantes que forem comprar carne por esses dias devem fazer.