Sergipe: Crise hídrica, autoridades escondem;

Falta dizer a verdade quando se fala em desabastecimento de “algumas cidades”em Sergipe.

A verdade é o que o Estado começa a enfrentar crise hídrica.

Duas autoridades que, pedindo anonimato, disseram que, “se a situação não melhorar, Sergipe enfrentará racionamento de água”.

No rodízio do racionamento envergonhado, chamado de desabastecimento, nesta quinta-feira, 14, as vítimas são os moradores dos municípios de Cedro de São João, Propriá (sede e povoados São Vicente e Assentamento Padre Cícero), Telha (sede e povoados São Pedro, São Tiago, e Bela Vista), Poço Redondo, Monte Alegre, Amparo do São Francisco, Canhoba, Nossa Senhora de Lourdes, Itabi, Aquidabã, Graccho Cardoso, Cumbe, Feira Nova, Gararu, na zona rural de Porto da Folha, parte da zona rural de Nossa Senhora das Dores e parte do município de Nossa Senhora da Glória (zona rural e os Conjuntos Cohab, Alto da Glória, Divineia e as Fábricas).